Ifood São Paulo – Regiões mais lucrativas e dicas para entregadores

Ifood é um dos principais aplicativos de delivery de comida presente em todo o Brasil. Igualmente famoso entre os restaurantes, entregadores e clientes, o app possui hoje os melhores restaurantes cadastrados com entrega 24h por dia.

Essa característica acaba sendo bastante elogiada principalmente por quem mora na cidade de São Paulo, uma das metrópoles mais movimentadas do mundo. Seja pedindo almoço no trabalho, em casa(para quem faz home office) ou pedindo aquela pizza no fim de semana, os Ifood é um dos favoritos na região.

Neste artigo, você conhece um pouco mais sobre o funcionamento do aplicativo na cidade e as regiões mais lucrativas para restaurantes e entregadores.

Como funciona o Ifood em São Paulo?

O aplicativo em São Paulo não tem nenhum funcionamento diferente dos demais lugares. O cliente baixa o aplicativo ou acessa o site, cria uma conta e faz o pedido através do app nos restaurantes e estabelecimentos cadastrados e disponíveis na sua região.

O pedido é recebido pelos restaurantes, que confirmam o pedido e começam o preparo. Após ficar pronto, o prato é enviado por moto ou bicicleta através de um dos diversos entregadores que rodam a cidade nos mais diversos horários.

Chegando no local, o entregador notifica o cliente, que faz o pagamento da forma indicada no ato do pedido e recebe a comida em mãos.

Com a atual condição de distanciamento social causada pelo coronavírus, a empresa adotou medidas que permitem que os clientes recebam seus pedidos sem nenhum tipo de contato físico com os entregadores, maneira essa de proteger tanto um quanto outro.

Regiões mais lucrativas em SP

Por se tratar de uma das cidades com mais diversidade de comércio de acordo com os bairros, a cidade de São Paulo oferece diferentes oportunidades para diferentes tipos de estabelecimentos de comida por delivery.

Os bairros com concentração de atividade comercial costumam atrair bastante volume de pedidos por apps, principalmente no horário de almoço quando os restaurantes dessas regiões costumam ficar bastante cheios.

Como alternativa, quem dispõe de refeitórios ou praças de convivência nos prédios em que trabalham, reúnem os colegas e pedem o almoço pelo Ifood.

Um bom exemplo de lugar é a região da Avenida Faria Lima e Itaim Bibi, onde praticamente 90% dos prédios são ocupados por office workers e onde o preço médio de uma refeição completa não sai por menos de R$40, em um local barato.

Embora o preço não seja dos mais baixos, as opções de comida nos arredores são inúmeras. Incluindo restaurantes como:

 

  • Rubaiyat;
  • Varanda Grill;
  • Varanda Grill Burger;
  • Master Crepe;
  • Maria Lima;
  • Jiro Sushi;
  • papazé;
  • Vivenda do Camarão;
  • Sukiya;
  • Lima Cocina Peruana;
  • Monster Dog;
  • Subway;
  • Casa do Pão de Queijo;
  • Estação Vegana.

A região ainda conta com a praça de alimentação do Shopping Iguatemi, que em alguns casos, também realizam entregas.

Depois do almoço ou para o lanche da tarde, existem ainda opções de sobremesas e pequenos petiscos:

  • Chica Doce Ateliê;
  • Kopenhagen;
  • Cacau Show;
  • Meu Doce Bolinho;
  • Torta & Horta;
  • Mr. Cheeey Cookies;
  • entre outros.

Durante o fim de semana, os bairros residenciais acabam sendo um ótimo ponto de vendas, pois a demanda por pizzarias, casas de lanches e pequenas entregas de supermercado aumentam de volume consideravelmente.

À noite, o barulho de motos entrega essa demanda ininterrupta em praticamente todos os bairros. Muitos dos restaurantes estendem seus horários de funcionamento, ficando abertos até 1h, em média.

Motoristas de Aplicativos

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content